Canadian Lifestyle - A Vida no Canadá - Parte I

em quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013 com 0 Comentários

Oláá pessoas, como vocês estão?

Eu gostaria de fazer um grande post falando sobre como é viver no Canadá etc e tal, mas o leitor de cartão do meu notebook simplesmente entrou em greve. Então eu comecei a tirar fotos com o celular para passar pro Bluetooth e, advinha só!, ele parou de funcionar também ¬¬ (acho que só banho de pipoca para dar jeito) Então vou ser obrigada a dividir este post também até que eu consiga que a assistência me atenda ou alguma alma boa para passar as fotos para o meu pen drive enquanto as entradas USB ainda funcionam. Mas vamos ao que interessa?


Algumas pessoas têm falado comigo sobre as reportagens das nevascas que têm ocorrido no mundo inteiro (inclusive USA, sorry, EUA :x), coisas como a neve cobrindo carros etc e tal. Aí me perguntam se por aqui é assim e eu respondo: gente, não dá notícia disso no Canadá porque aqui não é novidade. Sério. Aqui temos Snow Days (dias de neve), quando as aulas são canceladas devido a temperatura muito baixa e/ou mal tempo.  Num dos últimos snow days estava eu na cama com meu notebook quando olho pela janela e não consegui acreditar na cena: tinha um cara literalmente cavando o carro para fora do estacionamento. COM UMA PÁ! O cidadão tinha uma pá ENORME guardada no porta malas do carro, então ele foi lá na moral, desenterrou o carro da neve que o cercava e depois saiu tirando a neve do caminho do carro até a rua principal. Sim, levou muito tempo e sim, eu tentei tirar fotos de todo jeito, mas a tela da minha janela deixou todas elas horríveis. Eu pensei que a foto abaixo era exagero, mas descobri que é a pura realidade.

Você não acredita que as coisas com a neve são tão ruins assim? Então vamos às imagens da última nevasca que atingiu Charlottetown.

Entrada da biblioteca
Não lembro o nome, mas é uma das praças que tem aqui dentro da universidade
Uma das entradas (sim, isso é uma porta) do Cari Centre (centro de esportes e fitness)
Corredor cavado entre o ponto de ônibus e a rua para que nós pudéssemos ter acesso ao transporte público (foto tirada pelos outros bolsistas, não sei qual porque apareceu no Facebook de uns 3 quase ao mesmo tempo)
E, por fim, surpresinha que uma colega de classe teve ao achar que o carro estava fazendo um barulho estranho e ir  conferir o motor.

Acho que isto basta para provar que viver no Canadá significa se acostumar a neve, certo? E você se acostuma fácil, acredite. Eu, que começava a tremer com qualquer 22°C e mesmo cheia de casacos só faltava morrer quando chegava perto dos 10°C, hoje em dia ando por aqui de boa e achando super agradável quando a temperatura está 5°C. Se eu consigo sobreviver aos -22°C qualquer um consegue. Com as roupas adequadas, claro!

E falando em roupas adequadas, eu não poderia estar mais feliz de poder usar todos estes acessórios de frio (lê-se: casacos, blusas de gola alta, botas, luvas, chapéus, boinas, gorros, cachecóis....), me sinto a cara da riqueza (kkkkkkkk). Sem falar que tudo isso é muito barato por aqui, cheguei a comprar um par de botas por CAN$20! É de surtar qualquer um e é preciso MUITO controle para não entrar em certas lojas e entregar todo o seu dinheiro. O ruim daqui é apenas que eles não tem o costume brasileiro bonito de parcelar compras (sad, mas nada que eu não soubesse antes de vir).

Aaah, Canadá... A terra onde o KinderOvo ainda custa um dólar. Onde existe um lugar chamado Dollarama que vende de tudo e poucas coisas custam mais que dois dólares... Só sei que vou voltar com tanta muamba para o Brasil que dou graças a Deus pela Polícia Federal me deixar levar qualquer coisa de volta se eu estiver aqui por um ano ou mais :D

Daí as pessoas me perguntam: como são os canadenses?
Bem humorados, educados e meio quietos, mas estranhos. Não sei explicar exatamente como, mas parece que cada um tem uma mania esquisita. Ouvi relatos de gente que mora com a personificação do Sheldon Cooper, minha própria colega de quarto não é bem a pessoa mais limpa do mundo, os amigos dela são ainda mais esquisitos... Enfim, acho que só vendo para entender. Mas extrovertidos, do tipo que senta do seu lado e puxa conversa, só os estrangeiros mesmo, coisa que aqui tem muito.

Há, porém, um fato engraçado sobre os canadenses que gostaria de comentar: as vezes eles são tão educados, mas tão educados que chega a ser constrangedor. Eu acho que a ilustração abaixo mostra bem como funciona o negócio:
Segurar portas: uma questão de distância..
Amigável.
Estranho.
Por que você está fazendo isso?
Canadense.

Eu juro que não é exagero, gente! Você está lá no começo do corredor, andando calmamente... E a pessoa lá na frente fica segurando a porta esperando você passar! Do tipo, daqui que eu chegue lá ela já estaria longe, mas não, ela fica esperando por você. Eu fico super constrangida em deixar alguém tão gentil esperando e tenho que correr, né? E não é porque eu sou mulher, não é porque me acham bonita e estão me paquerando nem nada: todos fazem isso com todo mundo. E não é só com portas, eles fazem isso no trânsito também. Você vem vindo lá na casa do caramba para atravessar a rua e a pessoa para e fica te esperando passar. Antes assim do que como em certas cidades onde o sinal fecha e os motoristas querem passar por cima de você mesmo assim.

E vamos agora a uma parte gostosa (oou será que não?): comida canadense!
Canadenses comem basicamente: batatas, pão, queijo, batatas, leite, café, bacon, batatas, hambúrguer, ovos, batatas, presunto, massa, macarrão, batatas, frituras, algumas verduras, cookies, muffins, batatas, bolo, sorvete, Nutella e... Eu já disse batatas? Brincadeiras a parte, é batata no café da manhã, almoço, jantar, nos lanches, frita, cozida, assada, purê, em palitos, em cubos, ensopada, temperada... E daqui para o fim do ano descubro mais umas dez formas de preparar batatas. 

Lógico, não é só batata, mas eles estão sempre lá, espreitando... A comida canadense não é mais saudável nem a mais gostosa do mundo. Como eu disse no post anterior, basicamente tem gosto de nada ou de algo muito estranho. Uma coisa que aprendi aqui foi a sempre perguntar se a carne é doce. Sim, SEMPRE pergunte se a carne é doce ou você pode acabar com almôndegas açucaradas e molho de abacaxi na boca. Ou peixe frito com um leve sabor adocicado. Ou qualquer outra coisa que você pensa "de jeito nenhum, ninguém colocaria açúcar nisso". Ledo engano...

Canadenses têm uma comida típica?
Além da babatas, você quer dizer? Olha, é uma questão complicada. O Canadá tem tantos imigrantes de todas as partes do mundo que até hoje a única comida típica que ouvi falar foi o próprio poutini (que advinha só: é feito de batatas!). Talvez haja mais, mas eu nunca ouvi falar.

Agora, carne que é bom aqui é meio complicado, afinal, imagina criar gado num clima desses? Acho que só o que ia ser gasto para manter os pobre bichinhos aquecidos durante o inverno não vale o preço de venda. Carne aqui é cara e aqueles churrascos que estamos acostumados, nem em sonho! Maaaas, eu ouvi uma canadense comentando que aqui eles pegam coração de galinha de graça no mercado para dar ao cachorro (MAS COMO ASSIM, BRASIL!?). Eu ainda não encontrei este mercado, mas está na minha lista de metas.

Enfim, aqui eles levam a sério aquela coisa do café da manhã ser a refeição mais importante do dia, tanto que nem dão muito valor ao almoço e jantar. Ah, estas comidas esquisitas surgem todas no almoço e no jantar. Normalmente, o café da manhã é algo assim: 


E depois norte americano vem reclamar que tá gordo? (mãe, eu juro que estou comendo direitinho!)


Well, o post tá ficando grande demais e eu tenho mais alguns itens na minha lista de afazeres para hoje, então vou ficar por aqui e continuar falando da vida no Canadá semana que vem. Beeeeijos a todos, muito obrigada pelos comentários e um ótimo fim de semana!





Respondendo a algumas perguntas:

Thayse - O ruim é arrumar tempo para viajar =/ É caro sair da ilha e vou ter que estagiar no verão, então talvez só depois que as aulas acabarem em dezembro. 

Teh - Também estou com saudades de você :)

Juh - você por aqui! :D Que bom que está gostando do blog. Então, vou ficar aqui até, no mínimo dezembro (extensões para viagens em janeiro ainda estão em planejamento). Os posts sobre a biblioteca e os laboratórios vem aí, só esperando meu leitor de cartão voltar a funcionar -.-

Profs! Bom ver o senhor por aqui também :D Boa sorte na Inglaterra para você também!

Jeh - Confesso: dá vontade de comprar TUDO que tem na loja da universidade! Nos próximos posts mostro a camisa e o moleton :D

0 comentários:

Postar um comentário