O Ciência Sem Fronteiras e Seu Processo de Seleção

em quarta-feira, 16 de janeiro de 2013 com 0 Comentários



Acho que todo mundo já deve ter visto uma propaganda do Ciência Sem Fronteiras pelo menos uma vez, passa na TV o tempo todo. É um programa de bolsa de estudos no exterior do governo federal que beneficia bons alunos das universidades públicas do Brasil. Os critérios de seleção se mostram meio falhos as vezes, mas eles são:


  1. Nota do ENEM (não tinha importância quando me inscrevi pois eu mesma nunca fiz ENEM mas me disseram que agora tem que ter, não sei se é verdade mesmo);
  2. Coeficiente de rendimento;
  3. Nota no exame de proficiência;
  4. Andamento do curso (tem que estar entre 10% e 90% para participar e quanto mais avançado mais prioridade você tem);
  5. Certificado de participação em bolsa de pesquisa (não é obrigatório, mas faz peso);
  6. Certificado de prêmio de excelência acadêmica, olimpíadas de ciência e outros relacionados a atividades acadêmicas (também não é obrigatório, só faz peso)

Nunca confie apenas em ler blogs, procure o site do programa e leia atentamente o edital do país para o qual você quer ir. Dependendo da sua área de estudo, alguns países são melhores para você, então leve isso em consideração e pesquise, se informe, use o Google. Não entre nessa as cegas.

Fazendo a Inscrição

Esta é a parte mais fácil. Vá até o site, preste muita atenção nas datas e requisitos, preencha os formulários, envie os documentos, pegue o comprovante de inscrição e pronto, você está concorrendo a uma bolsa de estudos. Acredito que parte mais difícil seja o teste de proficiência. Não porque seja difícil e tal, é mais pela questão de preço (as outras línguas  nem tanto, mas o de inglês são absurdos de caros),o tempo para responder as questões que é super limitado e os prazos para envio do certificado, pois tem muita gente se inscrevendo e as vezes não tem vaga para uma dia que dê para tudo chegar a tempo.

Depois de juntar toda a documentação, e se inscrever no programa, a segunda fase é ser homologado pela universidade brasileira. Cada uma tem um critério diferente, então não posso dizer muito sobre isso. Apenas procurem o seu coordenador, no site da universidade ou a assessoria de intercâmbio.

Foi homologado pela universidade? Parabéns! Agora você vai passar por uma peneira mais fina: a do CNPq. A peneira do CNPq utiliza os critérios supracitados, sendo os 3 últimos os principais critérios desempates caso a quantidade de candidatos qualificados seja superior a de vagas.

Como sei se fui homologado pelo CNPq? Aí você vai ter que ter MUITA paciência.  A próxima fase é esperar ansiosamente pelo e-mail do parceiro do país que você escolheu. Como assim "parceiro"? Veja bem, no exterior existem organizações ou grupos de universidades parceiras. No caso de Canadá, temos o CBIE e o CALDO. Tudo isso você vai encontrar no site do programa. Quando souber que este e-mail está para chegar, olhe diariamente o seu lixo eletrônico, pois todos são mandados ao mesmo tempo então a maioria chega como spam. Se você não tem o costume de olhar seu e-mail constantemente, é bom começar a ter porque os prazos para resposta costumam ser curtos.

Escolhendo a universidade

Para esta fase você vai precisar de:
  1. Histórico acadêmico (carimbado pela universidade);
  1. Tradução do histórico acadêmico para a língua local;
  2. Cópia do exame de proficiência;
  3. Cópia do passaporte;
  4. Qualquer outro documento que o parceiro pedir preenchido e assinado (no caso do CBIE é só mais um pequeno formulário);

Tudo isso escaneado e em PDF. O CBIE aceita (ou pelo menos aceitava quando eu entrei) que a tradução do histórico não seja juramentada (não sabe o que é isso?), mas é bom se informar. Uma dica importante é procurar o grupo do seu edital no Facebook (no caso do CBIE, este aqui), essa galera sabe mais do que os próprios atendentes do CNPq e são super gente boa, vão te ajudar do jeito que puderem.

Eu não tenho certeza se todos os países são assim, sei apenas de alguns, mas o e-mail do parceiro pede que um formulário eletrônico seja preenchido e neste formulário há todas as opções de universidades e cursos disponíveis. Escolha com cuidado. Eles fazem de tudo para que você vá para onde escolheu, mas algumas universidades são muito criteriosas.

Seja realista. Se suas notas não são assim tão boas, se você tem reprovações no histórico (as universidades aqui não veem isso como algo normal), se sua nota no exame de proficiência não foi alta, nem tente as universidades famosíssimas porque vai ser perda de tempo. No site do CBIE eles disponibilizam as universidades que oferecerão vagas a cada edital. Entre no site com antecedência e analise cada uma delas, busque pelo programa de estudos que você quer e pela nota de proficiência mínima exigida. Não deixe para olhar apenas quando e se você receber o e-mail de convocação porque talvez seja corrido. O governo oferece sim um curso de inglês para aqueles cuja nota foi baixa, mas nem toda universidade oferece esta opção. Qualquer dúvida o pessoal do CBIE ficará muito feliz em te ajudar (beeeeeijo pro pessoal do CBIE, vocês são uns lindos!).

Na hora de escolher, primeiro leve em consideração o programa da universidade para o seu curso (matérias e grupos de pesquisa) e a nota de  proficiência e apenas depois pense em localização, clima e etc como critério de desempate. Lembre-se que por mais que queira conhecer o país inteiro esta oportunidade é para que você estude. Um ano é muito tempo, você vai passear bastante de qualquer jeito, então aproveite o máximo o que a sua universidade tem a oferecer.

Ah, e tomem MUITO cuidado com universidades que tem mais de uma campus! As vezes só tem um seu curso em um e eles só estão aceitando alunos no outro (aconteceu comigo)... Aí é uma perda de tempo danada para você.


Então você foi aceito por uma universidade?

Cuidado com isso. As vezes a universidade pede algumas informações a mais sobre você, mas isso não significa que você foi aceito ou que ela vai te aceitar de certeza, está apenas interessada. Já se você recebeu um e-mail dizendo algo como "Dear Mr./Ms. Fulano/a de tal, Congratulations! You have been accepted to...", então pode começar a soltar fogos de artifício. Preste atenção, no e-mail da universidade deve ter pedindo para você preencher isso ou aquilo outro, isso é para eles te mandarem a sua preciosa carta de aceite. Faça o mais rápido possível.

Tente manter a calma e não deixar as coisas desandarem no seu curso aqui durante este período. Eu sei que é difícil, mas tente não ficar o dia inteiro pensando nisso ou olhando quem já recebeu resposta das universidades, isso só vai te deixar mais nervoso. Eu mesma fui a última do grupo a receber aceite, nos últimos segundos da prorrogação chegou a carta (do coração já sei que não morro). Tenha esperança, calma e, sério, tente se distrair dessa história, não vai te fazer bem ficar tão imerso nisso.

Responda tudo direitinho e agora vem a última fase: aguardar o resultado oficial divulgado pelo CNPq.

Eu nunca ouvi falar de alguém que foi aceito pela universidade e não teve a bolsa aprovada, mas você vai ficar ansioso a ponto de ter um ataque de nervos mesmo assim. Um conselho? Na data que estiver programada para sair o resultado, saia de casa. Arrume algo para fazer, se distraia e fique longe da internet. O CNPq tem o costume de só liberar este bendito resultado a noite (reza a lenda que no edital anterior ao meu foi às 23h e no último (meu), foi lá pelas 21h), então desencane e dê uma folga ao seu F5 que já deve ter sofrido o suficiente durante o período de troca de e-mail entre você, o parceiro e a universidade

Seu nome está na lista do CNPq? Saia para comemorar e só volte a pensar nisso depois que a ressaca passar. Check todo o material necessário para conseguir seu visto e dê entrada o quanto antes para não correr riscos de atrasar. Falarei sobre isso também, mas outro post.

Seu nome não está na lista do CNPq? Não comece a chorar ainda. As vezes eles cometem erros. Envie um e-mail para eles falando isso (você pode até tentar ligar, mas não vai adiantar) e, se não foi erro, entre com recurso. Se for caso de recurso, é provável que o resultado não saia a tempo de você ir agora, então entre em contato com a universidade, explique a situação e pergunte até quando você pode confirmar sua ida e/ou se eles te aceitariam para o próximo semestre (ou "term", como eles chamam aqui).

Você não foi aprovado por uma universidade ou não teve sua inscrição homologada? Eu sei que é muito chato, triste e frustrante, mas não desanime nem desista. Eu mesma vim conseguir me inscrever no programa na terceira tentativa. Sempre dava alguma coisa errada e eu não podia nem completar a inscrição. E pior, geralmente por erros que os outros cometiam. Também já vi gente que recebeu o e-mail do parceiro mas não foi aceito pela universidade e conseguiu na segunda vez... Não é fácil participar do CsF, então tente não perder a cabeça, ok?


Bom, por hoje ficarei por aqui. Parabéns a você que teve paciência de ler até o final! Abraços a todos, qualquer pergunta podem colocar nos comentários, boa sorte em seus processos de candidatura e até o próximo post!

0 comentários:

Postar um comentário